sbce.med.br sbce.med.br sbce.med.br



HOME > artigo

O que é DTM (Disfunção temporomandibular)?

PUBLICADO EM 16/10/2019

Profa. Dra. Renata Silva Mélo Fernandes

Coordenadora do ambulatório de Dor Orofacial da UFPE (ADOF-UFPE); Profa. Associada do Curso de Odontologia da UFPE

A Disfunção Temporomandibular também conhecida como DTM, é uma doença que acomete as estruturas do sistema mastigatório como a ATM (articulação temporomandibular), músculos da face/cabeça e pescoço. As mulheres entre 20-40 anos são as mais acometidas, ultimamente tem crescido o número de crianças e adolescentes com DTM e este fato é alarmante, pois as DTMs causam sofrimento, diminui a qualidade de vida e o convívio social. O Cirurgião-dentista especialista em Disfunção temporomandibular e dor orofacial é o profissional capacitado a atender esses pacientes. Ainda são poucos os profissionais capacitados, porém temos alguns centros de referência espalhados pelo país.

Os pacientes com DTM normalmente são doentes crônicos, ocorre uma demora grande do diagnóstico. O paciente muitas vezes faz uma peregrinação por vários profissionais não capacitados. Os sintomas são muito subjetivos e podem estar associados a outros problemas médicos como depressão/ansiedade, doenças de ouvido, reumatológicas e neurológicas (Enxaqueca, dor de cabeça do tipo tensional). Os sintomas mais comuns das DTM são:

  1. Dor na face, cabeça, ouvido e/ou pescoço;
  2. Dificuldade de abrir e/ou fechar a boca;
  3. Estalos na ATM e
  4. Zumbido (barulho no ouvido).

As DTMs apresentam muitas causas e cabe ao especialista identificá-la e propor um tratamento adequado. Muitas vezes são causadas por hábitos inadequados como encostar os dentes mesmo que de leve, morder objetos ou bochecha, posturas inadequadas de trabalho, de dormir ou de lazer. Controlar/tratar a dor, eliminar hábitos, corrigir a postura, proteger os dentes/músculos e ATM (nos que apresentam bruxismo do sono) são formas de tratar as DTMs.

O Bruxismo se caracteriza pelo apertar ou ranger os dentes durante o sono ou o período em que o paciente se encontra acordado. Algumas dores sentidas na cabeça podem ter origem nos músculos da face ou pescoço, isso ocorre quando há um ponto de tensão neste musculo e a dor é irradiada/sentida em outro local; isso é conhecido como Dor Miofascial. A dor miofascial muitas vezes torna o diagnóstico difícil quando o profissional não examina o paciente e apenas solicita exames. O exame clínico associado a uma conversa bem executada é fundamental ao diagnóstico.

As DTMs estão cada vez mais presentes na população e necessitam de um diagnóstico e tratamento feitos pelo profissional capacitado. A integração multiprofissional é importante quando temos doenças associadas. O tratamento adequado melhora a qualidade de vida e restaura o convívio social do paciente.

Procure o especialista mais próximo de você na nossa lista de associados.

 

Referência

Valle, RT, Grosmman, E, Fernandes, RSM, Disfunção Temporomandibular – Aspectos clínicos, Ed. Napoleão. 2015.