sbce.med.br sbce.med.br sbce.med.br



Cefaleia na Infância 

Objetivos:

(1) Desenvolver atividades que viabilizem a formação e educação continuada em cefaleia na infância em todos os níveis, desde a graduação em Medicina e residência médica em Neurologia, Neurologia Infantil e Pediatria, até a pós-graduação e o neurologista formado, seja ele geral ou especializado em crianças, membro ou não da Sociedade Brasileira de Cefaleia;

(2) Trabalhar junto à SBCe no planejamento e execução dessas atividades, seja através dos congressos anuais, cursos regionais ou cursos online, ações junto às Faculdades de Medicina Brasileiras, ou mesmo na elaboração de material audiovisual e documentos com diretrizes sobre temas da área;

(3) Atuar junto a sociedades representativas da Neurologia, Neurologia Infantil e Pediatria Brasileiras e internacionais colaborando na divulgação dos conhecimentos em cefaleia na infância;

(4) Representar a SBCe no Comitê de Cefaleias na Infância e Adolescência da International Headache Society;

(5) Estimular pesquisas na área de cefaleias na infancia e adolescência através de assessoria e apoio a pesquisadores nacionais e internacionais;

(6) Desenvolver ações de divulgação de conhecimentos sobre cefaleia na infância e adolescência junto à sociedade civil e poder público.

Atividades:

(1) Organizar o programa de cefaleia na infância e adolescência junto ao comitê científico dos congressos anuais da SBCe;

(2) Organizar um curso online gratuito de cefaleias na infância e adolescência com foco em alunos de graduação e residentes de Neurologia, Neurologia Infantil e Pediatria no site da SBCe, estimulando o acesso ao site e atraindo potenciais novos membros;

(3) Organizar diretrizes sobre diagnóstico e tratamento das cefaleias na infância na medida que o corpo de evidências científicas na literatura o permita;

(4) Dada a alta prevalência de migrânea crônica em crianças e adolescentes brasileiros (1-2%) e evidências indiretas de abuso de analgésicos nessa população, além de prescrições de opióides para adolescentes com migrânea em serviços de urgência, desenvolver uma campanha de alerta à população sobre os riscos dessas condições.


Integrantes
Marco Antônio Arruda

THAIS RODRIGUES VILLA